Somos referência em Próteses

A RC Odontologia é referência em prótese dentária trazendo para Porto Alegre as últimas novidades em implantes diretamente da Europa e dos Estados Unidos. É a área que traz de volta o sorriso perdido. Conseguimos reconstituir o sorriso de várias maneiras. Existem vários tipos de próteses e, dependendo de cada caso, indicamos o melhor tratamento.

Quero saber mais sobre prótese dentária

Thank You! Your message successfully sent!
[SMTP] Error! Internal server error!
Sorry! You need to complete all mandatory (*) fields!

Digital Smile Design (DSD)

É uma técnica de planejamento estético virtual do sorriso. O DSD permite que o paciente tenha uma noção aproximada de como ficará o seu sorriso antes mesmo de iniciar o procedimento. Através de um software, criamos o desenho digital do sorriso perfeito para o seu caso.

O conceito é baseado na análise de proporções faciais e dentais de um paciente usando uma série de vídeos digitais e um conjunto de fotografias digitais de alta qualidade para adquirir o conhecimento de relacionamento dos dentes, gengivas, lábios, sorriso, características faciais em movimento e emoção.



Quando todos estes dados são reunidos, eles são transferidos para um computador seguido de calibração da imagem usando uma régua digital para a manipulação de imagens e redesenho do sorriso usando software específico.

Uma vez que um projeto final do sorriso digital foi personalizada usando princípios de design de sorriso e satisfação dos desejos do paciente, as imagens digitais em forma podem ser compartilhadas com técnicos de prótese dentária e especialistas utilizando a internet e o plano de tratamento também pode ser apresentado elegantemente para o paciente.

Tecnologia CAD/CAM na Odontologia

A tecnologia CAD/CAM trouxe um avanço incomparável para a Odontologia. O sistema possui um scanner de alta precisão que transfere a imagem do material para o computador. A imagem tem sua estrutura ajustada e moldada em 3D de acordo com a necessidade do paciente, depois, o comando é direcionado a uma fresadora que transforma a estrutura protética virtual em realidade. Essa evolução transformou algo considerado artesanal em uma produção automatizada, exata e com nível de qualidade superior.





A utilização do sistema CAD/CAM diminuiu o tempo de confecção das peças, extinguiu os possíveis erros manuais (já que, até então, as peças eram feitas artesanalmente), possibilitou um trabalho mais bem feito e exato e permitiu que os profissionais pudessem trabalhar com facilidade em materiais extremamente resistentes. Consequentemente, as peças ficaram mais bem produzidas e a estética do resultado final é extremamente satisfatória.



Próteses Metal – Free com o sistema CAD/CAM - Feitas via Computador

A tecnologia CAD/CAM é o que há de mais moderno, pois o computador desenha a estrutura protética e depois uma máquina irá produzir de uma maneira muito precisa e computadorizada a peça protética.

  • CAD (Computer Aided Design)
  • CAM (Computer Aided Manufacturing)

  • Este sistema digital é o que há de mais avançado em trabalhos de próteses fixas sobre os dentes e sobre os implantes, criando prótese fixas extremamente bem adaptadas e num intervalo de tempo bem menor que as próteses convencionais.

    Reabilitação Oral

    Para uma reabilitação oral completa são utilizados vários recursos odontológicos, funcionais e estéticos, que podem abranger diversas especialidades, sendo realizado um planejamento minucioso e multidisciplinar.

    É possível, por exemplo, tornar uma dentição em desarmonia, com ausência dentária, dentes cariados ou quebrados, problemas nas articulações, deficiência na capacidade mastigatória, entre outras irregularidades, em um sorriso perfeito e com uma mastigação correta e confortável.

    Reabilitação oral: para quem é indicado?

    São inúmeros os benefícios da reabilitação oral e várias pessoas podem se beneficiar com eles. Os maiores candidatos ao tratamento são pessoas com muitos anos de falta de cuidado com a saúde bucal, com ocorrência concomitante de um problema periodontal. Também são candidatas pessoas que perderam um ou mais dentes, indivíduos com oclusão inadequada, pacientes com histórico de desgaste, erosão ou bruxismo.

    Etapas

    A primeira etapa da reabilitação oral consiste em promover a saúde oral do paciente. Por isso, qualquer irregularidade encontrada deverá ser corrigida. Uma vez que as gengivas estejam saudáveis, e os canais tratados, serão corrigidos quaisquer problemas de oclusão (mordida) com implantes, próteses de transição (provisórias) ou ortodontia. Depois disso, pode-se partir para a finalização das próteses e os resultados estéticos.

    A reabilitação oral é uma especialidade que está em destaque na odontologia. Ela consiste em uma atuação multidisciplinar, onde são executados todos os procedimentos necessários para reabilitar a saúde e estética dentária do paciente. Cada caso pede certos tipos de procedimentos e o profissional capacitado saberá como realizá-los.

    Cada caso é muito bem analisado, muitas vezes em equipe, e em situações muito problemáticas é demandado um planejamento maior para que as necessidades sejam totalmente atendidas. A expectativa do paciente é um fator que é sempre levado em conta, para deixar claro que não será possível superar as possibilidades reais que são oferecidas pelos tratamentos que temos nos dias de hoje.

    É produzido um modelo de gesso da arcada dentária que sofrerá correção e, a partir da sua análise, é trabalhada uma idealização do que pode ser executado e dos resultados que podem ser alcançados. É necessária também uma completa avaliação radiológica para saber o estado bucal como um todo e prevenir e corrigir qualquer problema menos visível.

    Se você sofre de algum ou alguns desses males, a reabilitação fará muita diferença para você. Se seu caso é estético, esse tratamento também fará maravilhas. Como esse é um procedimento que agrega não só beleza, mas também saúde para a sua boca, qualquer pessoa obterá vantagens ao realizá-lo. As taxas de sucesso são altíssimas e você não vai se arrepender.

    A cavidade oral é composta por dentes, gengiva e osso. Se uma dessas estruturas é danificada, ou perde sua utilidade devido a algum trauma ou patologia, é possível reparar o problema por meio da reabilitação. A ideia é devolver ou criar uma condição funcional mastigatória, fonética e estética que melhore a qualidade de vida do paciente. O processo pode ser parcial ou total, dependendo do grau de comprometimento dessas funções.

    É importante lembrar que o planejamento não visa apenas o lado estético. Ele é, de acordo com o especialista, um meio de manter o equilíbrio da saúde bucal e prevenir que outras estruturas sejam prejudicadas. A falta de um molar, por exemplo, pode desencadear a movimentação dos dentes vizinhos, alterando o posicionamento da arcada ou levando o paciente a desenvolver o hábito de mastigar apenas do lado oposto ao dente perdido, sobrecarregando a musculatura e a dentição.

    Os principais candidatos a um planejamento bucal são aqueles que apresentam a falta de vários dentes. Além deles, os pacientes que tenham problemas digestivos como o refluxo ou a gastrite também são indicados. No caso desses, o motivo é a desmineralização do esmalte dental, que acaba causando desgaste excessivo e hipersensibilidade. Já para reabilitação total, os aconselhados são aqueles que, ao longo da vida, passaram por vários tratamentos odontológicos sempre com o mesmo objetivo.

    Esse tipo de trabalho é realizado por um clínico geral experiente ou por uma equipe multidisciplinar, já que diversas especialidades são envolvidas no planejamento. A sequência do tratamento é muito importante. É como uma orquestra em que cada instrumento tem o momento certo para entrar. Cada especialidade deve seguir uma sequência lógica durante o tratamento para que, assim, seja otimizado tempo e custo, alcançando o melhor resultado final possível.

    Muitas pessoas estão insatisfeitas com sua dentição e acabam ficando retraídas e evitando sorrir em público. Além disso, a falta de dentes e a má oclusão podem atrapalhar na funcionalidade da região e prejudicar muito o paciente. Se esse é o seu caso, você tem todo o potencial para se beneficiar da reabilitação oral. Portanto, não perca mais tempo, procure um profissional de confiança e qualidade e mostre ao mundo seu melhor sorriso!

    O que são próteses dentárias?

    Próteses são utilizadas em substituição aos dentes ausentes ou até quando resta somente a raíz do mesmo. Existem dois tipos principais de próteses: totais (dentaduras) ou parciais, e elas podem ser fixas ou removíveis.

    Por que utilizar uma prótese?

    A perda de dentes é uma situação muito desagradável pois pode causar a movimentação dos dentes adjacentes, reabsorção óssea e vários outros problemas. As próteses dentárias servem para reestabelecer a função mastigatória, fonética e estética das pessoas.

    TIPOS DE PRÓTESE DENTÁRIA



    PRÓTESES SOBRE IMPLANTES


    A prótese sobre implantes é a substituição de dentes ausentes utilizando pinos de implantes como sustentação. Trata-se de um procedimento seguro e confiável, desde que executado por um profissional competente que utilize um implante dentário da melhor qualidade e procedência. Após o período de cicatrização indicado ao seu caso, estará pronto para realizar a prótese definitiva sobre implante, veja as possibilidades para cada caso.



    Prótese Unitárias

    É indicado quando há perda dentária de apenas um dente. É a melhor opção para repor esta perda já que a intervenção é feita somente na região do dente perdido sem afetar os dentes vizinhos. Evita ainda a reabsorção óssea que ocorreria nessa região se o implante não fosse colocado para substituir o dente perdido. Com o implante, os dentes vizinhos permanecem intactos, não ocorre perda óssea e a prótese é presa somente no implante, o que possibilita a utilização do fio dental como em um dente natural.
    Primeiramente é colocado o implante. Há um processo de cicatrização que dura de 4 a 6 meses, dependendo do lugar que colocou, e depois é inserida a prótese.



    Prótese Múltipla

    É indicado quando ocorre a ausência de ao menos dois dentes, e então a prótese é unida e múltipla. Evita ainda a reabsorção óssea que ocorreria nessa região se o implante não fosse colocado para substituir o dente perdido, além de evitar a migração dentária e desarmonia oclusal. A limpeza é realizada por escovas e acessórios específicos para que haja uma ótima manutenção dos tecidos peri-implantares.




    Prótese Overdenture

    É indicada quando ocorre a ausência de todos os dentes de uma arcada. As overdentures são também conhecidas como sobredentaduras e, na realidade, constituem-se em uma prótese total sobreimplantes, que recupera não somente a porção dental perdida, mas também parte do rebordo alveolar que oferecia suporte aos músculos da face.

    O que é overdenture?

    A overdentures é a prótese total removível fixada em dois ou quatro pinos de titânio implantados na mandíbula (inferior) ou maxila (superior) – dependendo da quantidade de dentes. A grosso modo é como uma dentadura, mas fixada por pinos. Ela oferece maior segurança que as dentaduras convencionais, pois sua fixação é mais firme e proporciona melhor mastigação e mordedura.

    A falta de tecido ósseo suficiente para a tradicional colocação de cinco a seis implantes que possibilitem a realização de uma prótese fixa pode ser suprida pela realização das sobredentaduras. Mesmo com a possibilidade da realização de enxertos ósseos para viabilizar a colocação de um maior número de implantes, e a consequente confecção de uma prótese fixa, muitos pacientes ainda preferem o uso das sobredentaduras.





    Prótese Fixa

    Este tipo de prótese pode ser unitária ou múltipla, sendo utilizada quando ocorre um processo de cárie muito destrutivo ao dente ocasionando a inutilização da coroa, e até mesmo a ausência de um ou mais dentes. Os materiais utilizados podem ser metalo-cerâmicas ou cerâmicas pura (livre de metal).

    O que é um núcleo metálico?

    Em alguns casos onde há uma fratura em um dente, o remanescente dentário fica frágil e necessita de um pilar para apoiar a futura prótese. Este pilar é chamado de núcleo metálico. Veja o vídeo e entenda como ele é confeccionado.



    Prótese Múltipla Fixa:

    Cerâmica Pura (livre de metal)

    Prótese Unitária Fixa:

    Metalo Cerâmico



    Prótese Total Convencional

    A prótese total convencional é colocada depois que os dentes remanescentes foram extraídos ou também de maneira provisória após a colocação de implantes dentários. A cicatrização pode demorar vários meses, período que exigirá um reembasamento da prótese que será instalada, de forma a diminuir as cargas que incidirão sobre o tecido. É interessante apresentar ao seu dentista fotos que mostrem como eram seus dentes para que ele tenha um parâmetro na confecção da sua futura prótese.



    Prótese Parcial Removível

    A prótese parcial removível consiste em uma estrutura metálica que se apóia nos dentes naturais e rebordo (osso e tecido). Algumas vezes, são colocadas coroas sobre alguns dos dentes naturais e que servem como apoios para a prótese. Essas próteses devem estar bem ajustadas em todos os tecidos e não deve causar lesões em sua boca. Próteses parciais removíveis oferecem uma alternativa móvel para as pontes e é possível conseguir boa estética e função com esta modalidade protética.



    Prótese Parcial Removível

    Prótese Parcial Removível (com grampos)

    Prótese Parcial Removível

    Prótese Parcial Removível (estética - sem grampos)

    Casos de Próteses

  • Blocos Cerâmicos
  • Coroas de Procelana E-max em Dentes Anteriores
  • Coroas de Procelana E-max em Dentes Posteriores
  • Coroas de Procelana em Dentes Anteriores
  • Bloco Cerâmico - Onlay
  • Prótese Total associada a Prótese Fixa Inferior
  • Prótese Parcial Removível
  • Facetas de Porcelana
  • Ausência Dente Anterior



    Ausência Dente Posterior

    Bloco Cerâmico OnLay

    O que é prótese dentogengival?

    Perder um ou mais dentes afeta a estética, a autoestima e o bem-estar de qualquer pessoa. Por isso, a prótese dentária é uma ótima solução para minimizar os efeitos, que podem ser constrangedores e incômodos. Porém, em alguns casos, quando a perda óssea é grande ou total, a aparência da prótese implantada pode não ficar perfeita. Nestes casos, a prótese dentogengival em porcelana surge como boa opção.

    Quais os benefícios deste método? Muitas vezes, temos reabsorções ósseas e gengivais severas, deixando áreas que prejudicam a estética nos momentos em que reabilitamos esta região. Sem a prótese dentogengival, em casos de prótese total, a aparência da parte superior do lábio pode ficar um pouco elevada, característica das próteses dentárias. O protocolo dentogengival deixa a aparência mais natural, pois mantêm os traços naturais do rosto, sem denunciar a presença do implante.

    As próteses dentogengivais são feitas em porcelana, material resistente, duradouro e com o aspecto muito próximo do natural. Com elas, é possível restaurar pequenos defeitos nos dentes, sem a necessidade de extração.

    Outras vantagens das próteses dentogengivais em porcelana é que ela oferece mais compatibilidade com os tecidos moles, retém menos placa bacteriana, facilitando a higienização e aumentando a durabilidade. O tempo de vida das próteses em geral depende do cuidado do paciente, principalmente da boa higienização e das visitas periódicas ao dentista, que vai avaliar os resultados e a manutenção do implante dentário.



    Prótese Protocolo

    É indicada quando ocorre a ausência de todos os dentes de uma arcada. Prótese total implantosuportada e implantoretida, fixada sobre 4 a 8 implantes em média, este tipo de prótese é parafusada, confere boa estética e é uma ótima opção para quem pretende fugir da dentadura. Pode ser feita em resina ou porcelana.

    É uma prótese fixa instalada sobre pinos de implantes de todos os dentes. A principal vantagem é a de devolver a função mastigatória ao paciente. Com o sistema comum de dentadura, o paciente tem em média 20% do poder de mastigação original. Já com o protocolo fixo sobre implantes, esse percentual de poder de mastigação sobe para 85%.

    O seu principal objetivo é a reabilitação bucal em todas as suas funções: estética, fonética e mastigação. Repõe os dentes ausentes ou perdidos.

  • Depois de instalar os implantes (pino de titânio que substitui a raiz do dente), o cirurgião-dentista irá fixar a prótese sobre os implantes já cicatrizados. Este período irá variar de paciente para paciente e, dependendo de condições específicas, a prótese poderá ser instalada no mesmo procedimento (o que chamamos de implante com carga imediata).
  • É realizado o envio dos moldes para o técnico em próteses dentárias (protético). Depois de pronta a prótese, algumas consultas são necessárias para determinação da altura, tamanho e formato dos dentes, sendo sempre todas as etapas acompanhadas pelo dentista. Após esta etapa, a prótese é fixada no pino de implante, finalizando dessa forma o seu tratamento.
  • Pessoas que receberam implantes dentários com prótese fixa, modelo protocolo de Branemark, devem ter atenção especial na higienização oral afim de evitar problemas como mau hálito, e no pior dos casos, a periimplantite (infecção ao redor do implante que pode levá-lo a mobilidade ou até mesmo a sua perda definitiva). Os cuidados com a higiene devem ser principalmente para remoção de resíduos alimentares que possam ficar entre os pinos dos implantes e a prótese protocolo, e para evitar a formação e acúmulo de placa bacteriana na superfície da prótese.
  • Alguns acessórios disponíveis no mercado são ideais para higienização da prótese tipo protocolo. Uma delas é a escova modelo unitufo, que possui formato que alcança com facilidade e limpa esta região. Outro aliado é o fio dental com uma das pontas rígida, como um fio de nylon, que facilita na inserção no local. A outra extremidade tem aspecto esponjoso, que expande e limpa toda a região com delicadeza. Outro modelo recomendado para o paciente é o passa-fio (peça plástica em formato de agulha com orifício para encaixe do fio) que facilita na inserção do fio no local.




  • Tipos de Fratura Dentária

    Cada tipo de fratura tem uma peculiaridade que irá definir o melhor tratamento possível, desde uma restauração, tratamento de canal, até a colocação de implante. Assista o vídeo sobre os tipos de fratura dentária.

    Quer transformar o seu sorriso? Fale conosco!